Em comunicado, aquela associação refere que a iniciativa chegará a 30 camas do Hospital de Braga, prevendo-se a realização de 660 ações por mês, impactando cerca de 7.900 crianças internadas ao longo de um ano.

Os cerca de 100 voluntários envolvidos darão mais de 3.000 horas à pediatria daquele hospital, contando uma média de nove mil histórias para adormecer.

Esta iniciativa integra-se no âmbito do Dia Mundial do Sono, que hoje se assinala.

Para além de Braga, a atividade da Associação Nuvem Vitória é também hoje alargada no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, chegando a mais 16 camas, impactando 3.100 internamentos e contabilizando mais 1.056 horas de voluntariado por ano.

O alargamento da intervenção resulta do contributo dos clientes dos supermercados Lidl, que compraram um bolo-rei na época natalícia, no âmbito de uma iniciativa que rendeu 146 mil euros para a Nuvem Vitória.

Com esta verba, a associação irá estender a sua intervenção a mais 10 instituições, entre hospitais e Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), de norte a sul do país, ao longo dos próximos dois anos, melhorando o sono de mais crianças que, por motivos de saúde ou outros, estão temporariamente fora dos seus ambientes familiares.

Ainda no âmbito do Dia Mundial do Sono, a Nuvem Vitória apresenta também hoje a plataforma digital www.querodormir.pt, que pretende ajudar todos os portugueses, levando a casa das famílias toda a informação relevante sobre o sono.

Questões como os espaços em que se dorme, as patologias mais frequentes, os hábitos que não deixam dormir e as rotinas para adormecer, além dos mais recentes estudos científicos, são assuntos em destaque.

A iniciativa da Associação Nuvem Vitória é realizada em parceria com a Associação Portuguesa do Sono e a Direção Geral de Educação, e conta com um Conselho Consultivo composto por médicos, psicólogos e outros especialistas.

Segundo Fernanda Freitas, presidente da Nuvem Vitória, esta plataforma pretende ajudar as famílias portuguesas a corrigir alguns hábitos e a encontrar solução para as noites mal dormidas.

“O foco é o respeito pelas horas de sono de modo a garantir o bem-estar e uma vida saudável, favorecendo o quotidiano individual e um melhor ambiente familiar”, referiu, citada no comunicado.

Fernanda Freitas destacou ainda o alargamento das histórias para adormecer, “contribuindo para mais noites bem dormidas e para o bem-estar” de mais crianças hospitalizadas.

A Associação Nuvem Vitória nasceu em 2016 e tem como missão principal contribuir para melhorar o sono das crianças, nomeadamente em hospitais ou outras instituições.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.