“Entramos agora numa zona de incerteza ligada ao final do verão, mas podemos dizer que, na França continental, conseguimos evitar o pior”, disse o ministro da Saúde francês, Olivier Véran, numa conferência de imprensa em que fez o ponto da situação da pandemia de covid-19 no país.

O governante considera que o número de casos vai estabilizar nos próximos dias e que o pico esperado nos hospitais não se confirmou até agora, embora haja agora 11.104 pessoas hospitalizadas devido ao vírus e 2.261 desses pacientes estão internados nos cuidados intensivos.

Para Véran, nas regiões ultramarinas como Martinica ou Guadalupe onde a quarta vaga levou a um novo período de confinamento e onde os hospitais estão saturados, “o medo da vacina matou”, já que muitos habitantes destas regiões preferiram não receber a vacina, com o governante a garantir que as injeções estavam disponíveis a todos.

O ministro confirmou que o objetivo de 50 milhões de pessoas vacinadas com a primeira dose da vacina contra a covid-19 deverá ser atingido na primeira semana de setembro, havendo já 48 milhões de franceses com a primeira injeção.

Foram registadas nas últimas 24 horas 19.683 novos casos de covid-19 e morreram 107 pessoas desde quarta-feira. Desde o início da pandemia foram detetados 6.693.019 casos da covid-19 e 113.848 morreram devido ao vírus.

A covid-19 provocou pelo menos 4.461.431 mortes em todo o mundo, entre mais de 213,79 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.