“O novo modelo de passaporte português para viajantes frequentes conta com mais páginas que o passaporte comum, 48 em vez de 32, permitindo reduzir as necessidades de renovação do documento, o que garante aos titulares uma poupança significativa nos tempos de espera, nas deslocações e nos custos que lhe estão associados”, lê-se num comunicado distribuído aos jornalistas.

O comunicado, distribuído durante a conferência de imprensa no final do Conselho de Ministros, realizado em Matosinhos, refere que o novo passaporte incluirá uma vinheta em braille para os cidadãos invisuais, para promover a inclusão.

O Governo prevê ainda a possibilidade de a emissão de passaporte poder ser feita online em caso de extravio, destruição ou furto no estrangeiro.

“Procurando prosseguir uma política uniforme de segurança dos documentos de viagem, alinhada com as normas de segurança aplicáveis ao passaporte eletrónico português, todos os documentos de viagem portugueses passam a seguir o modelo de passaporte eletrónico português, nomeadamente o especial e para estrangeiros”, acrescenta a nota.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.