A atividade gripal é esporádica e a mortalidade por todas as causas continua com valores acima do esperado, de acordo com o Boletim da Vigilância Epidemiológica de Síndroma Gripal relativo à semana 05 deste ano.

O Boletim elaborado pelo Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA) refere que a taxa de incidência de síndroma gripal foi de 16,4 por 100.000 habitantes, o que indica uma “atividade gripal esporádica com tendência decrescente”.

Até à semana 05, foram analisados no Laboratório Nacional de Referência para o Vírus da Gripe e Outros Vírus Respiratórios, 862 casos de síndroma gripal, dos quais 466 (54%) positivos para o vírus da gripe [464 do subtipo A(H3), 1 do subtipo A(H1)pdm09 e um do tipo B da linhagem Victoria].

Veja ainda20 dúvidas sobre a gripe que precisa de esclarecer

Leia tambémMulher ficou seis dias sem pulmões para poder sobreviver a uma gripe

Saiba mais: As doenças que pode apanhar nos transportes públicos

Em 86 dos casos de síndroma gripal foram detetados outros vírus respiratórios.

No mesmo período foram analisados laboratorialmente oito casos de síndroma gripal, dos quais dois positivos para o vírus da gripe A(H3).

A taxa de admissão por gripe em unidades de cuidados intensivos foi estimada em dois por cento. “Apesar de se ter verificado uma ligeira subida em relação às semanas anteriores, o valor estimado mantém-se próximo da linha de base”, lê-se no Boletim.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.