“O lançamento a concurso para prestação de serviços para eliminação da vespa [publicado em Diário da República] é de facto um esforço que a CIMBB faz relativamente também aos apoios que são disponibilizados através dos fundos comunitários e do Orçamento do Estado, essencialmente para tentar mitigar o efeito do alargamento da praga”, afirmou à agência Lusa o presidente da CIMBB, João Lobo.

O lançamento do concurso público para a aquisição de serviços para a eliminação de ninhos da vespa velutina foi publicado hoje em Diário da República e tem um valor base de 145 mil euros.

O prazo inicial de execução do contrato é de 450 dias e a verba disponibilizada tem origem numa candidatura que a CIMBB fez ao Fundo Ambiental.

“Os concelhos mais afetados dentro da comunidade são Oleiros, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão. Idanha-a-Nova e Penamacor já têm a presença da vespa, mas ainda com poucos ninhos”, sublinhou.

O presidente da CIMBB realçou ainda que o esforço para combater a presença da vespa asiática tem que ser articulado, sobretudo com os apicultores.

“Têm-se feito ações de formação no sentido de perceber as formas de a combater [vespa velutina] e perceber o comportamento da espécie no sentido de tentar diminuir e mitigar os seus efeitos. Estamos a falar de uma praga. A situação já é preocupante”, sustentou.

João Lobo referiu que este é um momento importante para tentar condicionar a expansão da vespa asiática, visto que elas estão ainda hibernadas.

“Esta prestação de serviços [aquisição em concurso público] tem a ver com a capacidade de intervenção”, concluiu.

A CIMBB integra os concelhos de Castelo Branco, Idanha-a-Nova, Oleiros, Penamacor, Proença-a-Nova e Vila Velha de Ródão.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.