Na passada sexta-feira, a agência das Nações Unidas tinha dado conta de 5.177 mortes e 14.413 casos.

A OMS acredita que o número real de mortos é muito superior, já que a taxa de fatalidade da epidemia é de cerca de 70%.

Guiné Conacri, Libéria e Serra Leoa continuam a ser os países mais afetados.

O Mali, a Nigéria e o Senegal também registaram alguns casos, mas a situação permanece, por enquanto, controlada.

Fora do continente africano foram registados casos em Espanha e nos Estados Unidos.

De acordo com a OMS, 584 profissionais de saúde a trabalhar nas áreas afetadas pela doença já contraíram o vírus e 329 destes morreram.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.