Os utentes e funcionários da Casa de Idosos de São José das Matas (51 pessoas) e da Santa Casa da Misericórdia de Cardigos (61 pessoas) serão os primeiros a receber as vacinas contra a covid-19, no âmbito da vacinação em lares de idosos.

A ministra Ana Mendes Godinho, acompanhada da secretária de Estado da Ação Social, Rita Mendes, do secretário de Estado da Saúde, Diogo Serras Lopes, e do secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares e coordenador da região de Lisboa e Vale do Tejo, Duarte Cordeiro, vão marcar presença no arranque da vacinação, agendada para as 15:00, na Casa de Idosos de São José das Matas.

Às 16:00 a vacinação prossegue no lar da Santa Casa da Misericórdia de Cardigos.

ESta operação começa um dia depois de a União das Misericórdias Portuguesas (UMP) e da Confederação Nacional das Instituições de Solidariedade Social (CNIS) terem manifestado a sua preocupação com o aumento nos últimos dias de surtos em lares de idosos.

Nos Açores, a administração de vacinas em lares de idosos teve início na semana passada e na Madeira começa também hoje.

Depois de se ter iniciado o processo no dia 27 de dezembro com a administração da primeira dose da vacina da Pfizer-BioNTech a profissionais de saúde, a ministra da Saúde, Marta Temido, tinha assegurado que a primeira fase da campanha de vacinação iria alargar-se aos lares situados nos 25 concelhos em risco extremo de incidência da covid-19, de acordo com os dados mais recentes da Direção-Geral da Saúde (DGS).

“Está prevista a entrega de vacinas da Pfizer na semana que começa a 04 de janeiro [hoje]. Nesse momento, iremos prosseguir a vacinação dos profissionais de saúde, mas também iremos avançar na vacinação em estruturas residenciais para idosos. O critério de início desta vacinação é relacionado com os concelhos onde há maior incidência de covid-19”, afirmou a governante, numa conferência de imprensa realizada na passada terça-feira.

Em causa estão, assim, os municípios com uma taxa de incidência superior a 980 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, numa lista que deverá ser novamente atualizada hoje pela DGS.

De acordo com Marta Temido, 11 concelhos estão integrados na Administração Regional de Saúde (ARS) do Norte, oito na ARS do Alentejo, cinco na ARS do Centro e um na ARS de Lisboa e Vale do Tejo, explicando ainda que “são cerca de 150 estruturas residenciais para idosos e da rede de cuidados continuados” que vão ser abrangidas nesta nova etapa.

Para a próxima semana está já prevista a extensão da vacinação em lares de idosos dos outros concelhos.

Portugal recebeu até ao momento 79.950 doses da primeira vacina aprovada pela Agência Europeia do Medicamento (EMA) e pela Organização Mundial de Saúde (OMS) contra o novo coronavírus. Para as próximas quatro semanas são esperadas outras remessas de dimensão similar da Pfizer, sendo que o calendário da primeira fase de vacinação deve prolongar-se até ao mês de abril.

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 7.118 mortes e 427.254 casos de infeção pelo vírus SARS-CoV-2, estando, no domingo, ativos 77.601.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.