Segundo o relatório semanal sobre a curva epidémica do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA), o valor médio do Rt entre 02 e 06 de março é de 0,99 a nível nacional e de 0,98 em Portugal continental.

De acordo com o documento, o Rt - que estima o número de casos secundários de infeção resultantes de cada pessoa portadora do vírus – subiu de 0,64 para 0,80 no Norte, de 0,81 para 1,00 no Centro, de 0,82 para 1,05 em Lisboa e Vale do Tejo, de 0,82 para 1,04 no Alentejo, de 0,80 para 1,02 no Algarve, de 0,86 para 0,89 nos Açores e de 0,97 para 1,10 na Madeira.

“As regiões Centro, Lisboa e Vale do Tejo, Alentejo, Algarve e Autónoma da Madeira apresentam a média do índice de transmissibilidade (cinco dias) igual ou superior a 1, o que indica uma inversão da tendência para crescente” do número de infeções, avança ainda o INSA.

De acordo com os dados hoje divulgados, à exceção da região Norte, todas as regiões apresentam a taxa de incidência superior a 960 casos de infeção por 100 mil habitantes em 14 dias.

O número médio de infeções diárias nos últimos cinco dias subiu de 8.528 para 11.493 a nível nacional.

A covid-19 provocou pelo menos 6.011.769 mortos em todo o mundo desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

A variante Ómicron, que se dissemina e sofre mutações rapidamente, tornou-se dominante no mundo desde que foi detetada pela primeira vez, em novembro, na África do Sul.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.