A diretora da Opas, Carissa Etienne, enfatizou que "quando as pessoas viajam entre países, o vírus também vai" e disse que o aumento de casos no Caribe com a retomada do turismo deixa "uma lição importante".

"Estamos a ver que muitos lugares dentro e fora de nossa região aplicam medidas de viagem que têm um impacto limitado", disse a chefe da Opas, o escritório regional da Organização Mundial da Saúde (OMS).

"Depender de testes de laboratório para viajantes é caro, difícil de implementar e tem impacto limitado no controlo da disseminação internacional do vírus", disse a diretora da Opas, Carissa Etienne.

Etienne insistiu na necessidade de as autoridades garantirem que as pessoas doentes com covid-19, ou suspeitas de contágio, sejam rapidamente identificadas e isoladas e os seus contactos rastreados, para minimizar as hipóteses de contágio.

"Todos os países devem trabalhar coletivamente para limitar as viagens de quem tem sintomas ativos ou foi exposto recentemente", acrescentou.

O continente americano é o mais atingido pela pandemia de coronavírus que surgiu na China em dezembro.

"Na semana passada, as Américas alcançaram dois marcos sombrios: mais de meio milhão de mortes e quase 15 milhões de casos foram relatados em nossa região", disse Etienne.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.