“Temos tido a desagradável situação de surgirem muitos lares com surtos, que têm feito os números subir de forma significativa nas últimas três semanas, ao contrário de outros locais do país onde já começaram a baixar”, lamentou o autarca, em declarações à agência Lusa.

A câmara municipal tem conhecimento da existência de surtos no Polo I do Centro Paroquial e Social do Salvador, em Beja, no Lar da Quinta da Navarra, no Lar Joaquim Honório Raposo, na Salvada, e no Lar do Centro Paroquial de Nossa Senhora da Luz, em Albernoa, além de “alguns casos” no Lar do Patronato de Santo António, na sede de concelho, e da situação do Centro de Paralisia Cerebral.

O caso mais preocupante, neste momento, é o de Albernoa, onde estão infetadas 58 pessoas, das quais 40 utentes e 18 funcionários, segundo “dados fornecidos à câmara municipal pela Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) e pela Proteção Civil”, disse.

Situação semelhante é vivida no Lar da Quinta da Navarra, acerca do qual Paulo Arsénio sublinhou que não dispõe de dados oficiais, mas disse saber, “através de um telefonema”, que estarão infetados todos os 43 utentes e pelo menos 14 funcionários, num total de 57 pessoas atingidas.

No Centro Social e Paroquial do Salvador, estão infetadas 54 pessoas, das quais 39 são utentes do Polo I e 15 são colaboradores da instituição.

No lar Joaquim Honório Raposo, na Salvada, estão infetadas 19 pessoas (11 utentes e oito colaboradores), enquanto no Lar do Patronato de Santo António existem “alguns casos isolados” que estão a ser acompanhados de perto pelas autoridades locais de saúde.

Também no Centro de Paralisia Cerebral de Beja, continuam ativos sete casos de um surto que já infetou 30 pessoas desde meados de janeiro, entre utentes e colaboradores.

As situações do Centro de Paralisia Cerebral e do lar da Salvada são as mais antigas registadas no concelho e estão já numa “fase descendente”, explicou.

“Se somarmos todos estes casos, são cerca de 200 pessoas”, apontou Paulo Arsénio, o que perfaz “quase um terço” do total de 737 casos ativos reportados na última atualização do boletim epidemiológico publicada pelo município, um número “muito elevado” para a realidade do concelho.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.253.813 mortos resultantes de mais de 103,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 13.257 pessoas dos 740.944 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.