Foram realizados 226.398 testes, dos quais 829 tiveram resultado positivo, pelo que o número de casos de covid-19, a doença provocada pelo coronavÍrus, desde o início da pandemia aumentou para 313.483.

Na terça-feira tinham sido comunicadas 155 mortes e 689 novos infetados relativamente ao dia anterior.

Apesar de o Governo britânico considerar que a situação está controlada, mantendo o plano para aliviar ainda o regime de confinamento, o professor de medicina John Bell aconselhou hoje as autoridades a prepararem-se para o “pior” no inverno.

Bell está envolvido num dos projetos de vacina da Universidade de Oxford para desenvolver uma vacina, que está atualmente em fase de testes clínicos, com resultados esperados nas próximas semanas.

A farmacEutica AstraZeneca, que é parceira do projeto, disse que já começou a produzir a vacina para começar a vender em setembro. 

Questionado durante uma audição  da comissão parlamentar de Ciência e Tecnologia se o Reino Unido deve preparar-se para um inverno sem uma vacina contra o coronavírus, ou se há a possibilidade de uma vacina estar disponível, disse: “Esta pandemia baseou-se toda demais em suposições que se revelaram não verdadeiras. Por isso, o meu conselho firme é de estar preparado para o pior”.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 511 mil mortos e infetou mais de 10,50 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.