A entidade responsável pela prevenção e controlo de doenças adianta que, dos 123.015 casos, 64.300 são considerados curados, isto é, mais de metade do total das infeções já foram superadas.

O RKI aponta ainda que houve um crescimento de 126 vítimas mortais em relação ao dia anterior, totalizando 2.799.

Jens Spahn, o ministro da Saúde da Alemanha, já voltou a sublinhar o otimismo em relação aos números e à possibilidade de, pouco a pouco, depois da pausa da Páscoa que termina esta terça-feira, as medidas de restrição serem reduzidas.

Apesar disso, segundo uma sondagem divulgada hoje pelo instituto YouGov, a maioria dos alemães está contra o abrandamento da contenção imposta para combater a pandemia de covid-19.

Neste estudo, 44% dos inquiridos mostraram-se favoráveis à extensão das medidas além do dia 19 de abril, 12% acreditam mesmo que deveria existir um reforço. Apenas 32% concordam com um relaxamento das restrições e 8% consideram ser melhor aboli-las.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já provocou mais de 112 mil mortos e infetou mais de 1,8 milhões de pessoas em 193 países e territórios.

Dos casos de infeção, quase 375 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.