"Durante a pandemia foram contratados mais de 2.300 profissionais de saúde pelas instituições do SNS, cujos conselhos de administração, como sabem, têm autorização para contratar diretamente no âmbito da COVID-19", revelou o governante durante a conferência de imprensa diária de atualização de informação sobre a pandemia em Portugal.

Lacerda Sales especificou que entre os contratados estão cerca de 750 enfermeiros, mais de 100 médicos, cerca de 1.100 assistentes operacionais, 150 técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica, e 150 assistentes técnicos e agradeceu-lhes pela "disponibilidade e pelo meritoso e inestimável trabalho que têm vindo a desenvolver".

Segundo o secretário de Estado, o Governo vai "continuar a reforçar, a preparar e a robustecer o SNS, para que dê respostas a quem dele precisa, seja no parto, na prevenção de doenças, no diagnóstico ou nos tratamentos".

Portugal contabiliza 1.074 mortos associados à COVID-19 em 25.702 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais 11 mortos (+1%) e mais 178 casos de infeção (+0,7%).

Das pessoas infetadas, 818 estão hospitalizadas, das quais 134 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados passou de 1.712 para 1743.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.