“Perdemos 134 compatriotas nas últimas 24 horas e o número total de vítimas chegou a 10.130″, disse a porta-voz do Ministério da Saúde do Irão, Sima Sadat Lari, na televisão pública.

Na quarta-feira, o vice-ministro da Saúde iraniano, Aliréza Raisi, apelou ao uso de máscara de proteção sanitária como medida contra a propagação da covid-19 quando no país se verifica o maior aumento de mortes pela doença desde abril.

“O uso de máscara deve ser obrigatório”, defendeu Raisi, alegando que, se for utilizada, nomeadamente nos locais fechados, será possível “realmente reduzir a propagação do vírus”.

O Irão registou oficialmente o primeiro caso de COVID-19 no dia 19 de fevereiro sendo o país mais afetado do Médio Oriente pela pandemia.

Depois de uma descida do número de infetados, assinala-se hoje o sétimo dia consecutivo em que se registam mais de uma centena de mortos pelo novo coronavírus, que causa a COVID-19, no país.

Em termos globais, a pandemia de COVID-19 já provocou quase 479 mil mortos e infetou mais de 9,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

Atualmente, os Estados Unidos são o país com mais mortos (121.979) e mais casos de infeção confirmados (mais de 2,37 milhões).

Seguem-se o Brasil (53.830 mortes, mais de 1,18 milhões de casos), Reino Unido (43.081 mortos, mais de 306 mil casos), a Itália (34.644 mortos e mais de 239 mil casos), a França (29.731 mortos, mais de 197 mil casos) e a Espanha (28.327 mortos, mais de 247 mil casos).

A Rússia, que contabiliza 8.594 mortos, é o terceiro país do mundo em número de infetados, depois dos EUA e do Brasil, com mais de 613 mil, seguindo-se a Índia, com mais de 473 mil casos e 14.894 mortos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.