As autoridades iranianas registaram 9.450 novas infeções e 423 mortos, nas últimas 24 horas, depois de terem contabilizado mais de 8.000 novos casos diários nos últimos seis dias.

No total, a pandemia no Irão já provocou 673.250 casos e 37.832 mortos, segundo o Ministério de Saúde iraniano.

Com os números da pandemia a crescerem no país, o presidente iraniano, Hassan Rouhani, anunciou novas medidas restritivas para conter a propagação do vírus.

Serviços e comércio não essenciais, como centros comerciais, cinemas e complexos desportivos terão de fechar às 18:00, todos os dias, durante um mês, afirmou hoje Hassan Rouhani.

Estas medidas serão aplicadas em Teerão, capital do país, assim como nas capitais das várias províncias iranianas e noutras cidades densamente povoadas, acrescentou.

Os registos mais recentes da pandemia no Irão têm levado especialistas a defender um confinamento em Teerão.

No entanto, desde fevereiro, quando a pandemia surgiu no país, nenhum confinamento foi imposto, com o presidente iraniano a considerar que a economia do país, muito afetada pelas sanções internacionais, não conseguiria aguentar essa medida.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.