País mais afetado pela pandemia no Médio Oriente, o Irão enfrenta a quinta vaga da doença, alimentada pela variante Delta, que é particularmente contagiosa.

De acordo com o Ministério da Saúde iraniano, 709 pessoas morreram com a covid-19 nas últimas 24 horas, enquanto o recorde anterior era de 684 mortos, atingido no domingo.

No total, a pandemia no Irão matou 103.357 de 4.756.394 pessoas infetadas, de acordo com o Ministério da Saúde.

Ao apresentar o seu Governo ao Parlamento, no sábado, antes de um voto de confiança agendado para quarta-feira, o novo Presidente iraniano, Ebrahim Raissi, anunciou que queria fazer do combate ao vírus a sua primeira prioridade, para facilitar a recuperação da economia, já muito afetada pelas sanções norte-americanas contra a República Islâmica.

O Irão foi um dos primeiros países a ser atingidos pela pandemia, depois da China.

Desde o anúncio dos primeiros casos, as autoridades nunca decretaram o confinamento geral ou mesmo local da população, agindo de forma seletiva, impondo restrições variáveis.

No domingo, as autoridades iranianas levantaram a maioria das restrições impostas para o combate à pandemia, mas permanece ainda, até sexta-feira, a proibição de viagens em carros particulares entre províncias.

Teerão tem acusado os EUA de isolarem a República Islâmica do sistema financeiro internacional, com as suas sanções, que têm dificultado os esforços para importar vacinas contra a covid-19.

De acordo com dados oficiais, menos de 6,5 milhões dos 83 milhões de residentes no Irão receberam duas doses de vacinas contra a covid-19.

A covid-19 provocou pelo menos 4.439.888 mortes em todo o mundo, entre mais de 212,4 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.