A maioria destes profissionais, 165 médicos, reforçou o SNS no âmbito das medidas aprovadas em março do ano passado para responder à pandemia de Covid-19.

O secretário-geral do SIM, Jorge Roque da Cunha, disse à Lusa que “gostava que os médicos que estão a ser contratados fossem ver doentes ou os acompanhassem, porque muitos deles não o estão a fazer e estão antes em tarefas administrativas, a assessorar Administrações Regionais de Saúde”.

O Ministério da Saúde divulgou que os restantes 100 médicos foram contratados ao abrigo de um regime excecional que permite, enquanto não for possível suprir a carência por médicos recém-especialistas, o exercício de funções públicas ou a prestação de trabalho remunerado por médicos aposentados em serviços e estabelecimentos do SNS.

Neste regime de contratação, criado em 2010 e válido até ao final deste ano, havia em dezembro de 2020 um total de 269 médicos reformados com contrato ativo, dos quais 113 na região de Lisboa e Vale do Tejo, 56 na região Centro, 47 no Norte, 29 no Alentejo, 18 no Algarve e seis nos serviços centrais do Ministério da Saúde.

Jorge Roque da Cunha disse que há um “desnorte na capacidade de gerir recursos humanos” e que “o que é necessário é criar condições para jovens médicos especialistas integrarem e não abandonarem o SNS”, sublinhando que estes não têm vagas perto de casa e que as rendas são muito altas em grandes centros urbanos face ao salário mensal inicial.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 2.227.605 mortos resultantes de mais de 102,8 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal morreram 12.757 pessoas dos 726.321 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.