A campanha vai decorrer em estabelecimentos públicos e privados, através de testes de antigénio (Trag), de acordo com uma nota conjunta dos ministérios da Saúde e da Educação.

“Em caso de identificação de surtos ativos será intensificada a testagem, envolvendo e priorizando toda a comunidade escolar dos estabelecimentos de ensino afetados, independentemente do grau de ensino a que pertença”, precisaram as tutelas.

Com estes testes, pretende-se “aumentar a rapidez da deteção e rastreamento de eventuais casos de SARS-CoV-2”, em alunos, pessoal docente e não docente.

A Direção-Geral da Saúde (DGS) e a Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), em colaboração com as respetivas estruturas regionais e com as administrações regionais de saúde, elaboraram um modelo de consentimento informado para os encarregados de educação, juntamente com informação sobre a importância da deteção atempada do vírus.

A pandemia de COVID-19 provocou, pelo menos, 2.041.289 mortes, resultantes de mais de 95,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 9.246 pessoas dos 566.958 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da DGS.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.