Yunnan somou 76 casos, desde a semana passada, todos na cidade de Ruili, que faz fronteira com o Myanmar (antiga Birmânia). As autoridades isolaram Ruili e iniciaram uma campanha de testes e vacinação de toda a população – cerca de 300 mil habitantes.

Os restantes 13 casos foram diagnosticados em viajantes provenientes do estrangeiro na cidade de Xangai (leste) e nas províncias de Guangdong (sudeste), Jiangsu (leste), Mongólia Interior (norte) e Shaanxi (noroeste).

A Comissão de Saúde da China adiantou que o número total de casos ativos é de 263, incluindo dois em estado grave. Desde o início da pandemia da covid-19, o país registou 90.365 casos da doença e 4.636 mortos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.862.002 mortos no mundo, resultantes de mais de 131,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 16.887 pessoas dos 824.368 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.