Contactada pela agência Lusa, a diretora técnica do centro de dia de Vilarelho, Débora Silva, disse que os dois utentes morreram no fim de semana, tratando-se de uma idosa, que faleceu em casa, e de um idoso, no hospital.

A responsável adiantou que, do total de utentes que recebem apoio do serviço domiciliário (que passou de 45 para 43 com as duas primeiras mortes registadas este fim de semana), seis estão infetados com o novo coronavírus.

Já dos 22 utentes que frequentam o centro de dia, encerrado desde o dia 11 de novembro devido a um surto de covid-19, três estão infetados.

No total, a instituição tem 18 funcionárias, das quais três trabalham no centro de dia e 15 prestam apoio domiciliário, sendo que destas últimas o número de infeções aumentou de quatro para sete.

O serviço de apoio domiciliário está agora a ser assegurado por 11 funcionárias que não contraíram o vírus.

O surto foi descoberto no início do mês, depois de quatro funcionárias terem apresentado testes com resultado positivo.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.388.590 mortos resultantes de mais de 58,6 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 3.897 pessoas dos 260.758 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.