“O conselho de administração, depois de ouvido o grupo de trabalho de gestão do Plano de Contingência COVID-19, decidiu cancelar a atividade cirúrgica da Unidade de Ambulatório, a funcionar no Hospital de Águeda, por um período de 15 dias, já a partir de segunda-feira, dia 11 de janeiro e cancelar, durante o mesmo período, a atividade de pequena cirurgia no Hospital de Estarreja”, revela em comunicado a administração hospitalar.

As medidas são justificadas “considerando o grande volume de doentes com  covid-19 internados  no  Centro Hospitalar do Baixo Vouga e a pressão da procura no Serviço de Urgência nos últimos dias,   bem   como   a   previsão   de   aumento   da   procura,   atendendo   à   situação epidemiológica da Região de Aveiro”.

Segundo o conselho de administração do CHBV, o cancelamento da atividade cirúrgica em Águeda e Estarreja vai permitir libertar os profissionais de saúde, designadamente médicos, enfermeiros e assistentes operacionais, “para reforçar as equipas afetas às enfermarias COVID”, cujo número de camas tem vindo também a aumentar”.

“Ao dia de hoje, no Centro Hospitalar do Baixo Vouga, estão já alocadas cinco enfermarias para doentes COVID, num total de 100 camas, às quais acrescem 10 camas de cuidados intensivos”, dá conta o conselho de administração do CHBV.

De acordo com o comunicado, “o número de camas para doentes não-covid a necessitar de internamento, face à crescente atividade do Serviço de Urgência, também já está a ser acautelado”

“Hoje, foram já abertas 10 camas suplementares no Hospital de Aveiro e três camas suplementares no Hospital de Águeda”, descreve.

“A atual conjuntura obriga a uma monitorização constante dos fluxos da procura, de forma a responder, com medidas diárias, à evolução da situação”, conclui.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.899.936 mortos resultantes de mais de 88 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 7.590 pessoas dos 466.709 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

O estado de emergência decretado em 09 de novembro para combater a pandemia foi renovado com efeitos desde as 00:00 de 08 de janeiro, até dia 15.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.