Investigadores da Universidade de Limerick, na Irlanda, confirmaram que o mesentério, até agora visto como um conjunto de estruturas separadas, é, afinal, um órgão autónomo.

Corpo humano afinal tem mais um órgão do que se pensava
The Lancet Gastroenterology & Hepatology

O estudo da equipa liderada pelo cirurgião J. Calvin Coffey foi publicado na revista médica Lancet Gastroenterology & Hepatology e já levou à atualização de um dos mais famosos e utilizados livros de medicina, o "Gray’s Anatomy".

O mesentério faz parte do aparelho digestivo e é um órgão que liga o intestino à parede abdominal, garantindo que este se mantém fixo.

"A descrição anatómica feita há mais de 100 anos está incorreta. Este órgão está longe de ser fragmentado e complexo. É uma estrutura simples e contínua", comenta Coffey, citado pelo Washington Post.

A reclassificação do mesentério abre portas para a criação de um novo campo da medicina, dedicado ao estudo do órgão e ao seu funcionamento. "Agora já estabelecemos a anatomia e a estrutura. O próximo passo é a função, [porque] se percebermos a função podemos identificar um funcionamento anormal", acrescenta J. Calvin Coffey.

Uma das primeiras descrições científicas do mesentério foi feita por Leonardo Da Vinci, relata o Science Alert.

Agora, os estudantes de medicina e cientistas vão investigar o papel - se existir - do mesentério na ocorrência de doenças abdominais. Uma melhor compreensão desta estrutura pode conduzir a melhores abordagens e resultados na prática clínica.

Veja ainda: 5 mitos desvendados sobre o corpo humano

Leia também10 partes do corpo sem as quais podemos viver

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.