Os investigadores analisaram os níveis de ómega 3 no sangue e nos tecidos de participantes de 19 estudos realizados em 16 países, segundo o artigo publicado na revista médica JAMA Internal Medicine.

Os cientistas descobriram que o ómega 3 "está associado a um risco 10% menor de ataque cardíaco fatal", ainda que essa correlação não tenha sido observada em enfartes não mortais. Isso sugere "um mecanismo mais específico para os benefícios do ómega 3 relacionados com a morte", dizem os investigadores citados pela agência de notícia France Presse.

Leia tambémO adoçante faz menos mal? 18 mentiras sobre a saúde do coração

Veja ainda10 mentiras (em que acreditou) sobre a hipertensão arterial

Os novos resultados "oferecem o quadro mais completo obtido até hoje sobre os efeitos preventivos do ómega 3 contra as doenças cardíacas", comenta a coautora do estudo Liana Del Gobbo, da Faculdade de Medicina da Universidade de Stanford, na Califórnia.

Onde podemos encontrar ómega 3?

O ómega 3 está presente tanto em vegetais como em frutos do mar e em alguns peixes, que também são ricos em proteínas específicas, vitamina D, selénio e outros minerais e elementos, dizem os cientistas responsáveis pelo referido estudo.

Nos vegetais, o ómega 3 está presente em nozes, óleo de linhaça, óleo de canola e em algumas outras sementes.

Saiba mais10 segredos surpreendentes do ómega 3

O novo estudo oferece "uma oportunidade sem precedentes para compreender como biomarcadores sanguíneos de diferentes gorduras e ácidos gordos se relacionam com diferentes estados de saúde", afirmou o autor sénior Dariush Mozaffarian, da Escola de Nutrição da Universidade de Tufts.

Os investigadores estudaram mais de 45.630 pacientes. Desses, 7.973 sofreram ataques cardíacos pela primeira vez, com 2.781 óbitos.

"Os resultados de diversos estudos foram similares independentemente de idade, sexo, raça, presença ou ausência de diabetes, uso de aspirina ou de medicamentos para baixar o colesterol", esclarece ainda Del Gobbo.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.