A partir de hoje os utentes que não vão a consultas com o seu médico de família há três anos serão contactados pelos centros de saúde para dizerem se pretendem manter o seu lugar na lista do médico.

Estes utentes vão começar a receber cartas dos respetivos centros de saúde ou unidades de saúde familiar, tendo então um prazo de 90 dias para responder se quiserem manter o seu lugar na lista.

De acordo com um despacho de 24 de outubro do secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde, acordado com os sindicatos como parte do processo de atualização de listas, os utentes inscritos que não frequentam o centro de saúde há mais de 3 anos e não tenham tido um contacto nos últimos 90 dias, são colocados numa lista paralela.

No entanto, se assim o desejarem, podem regressar imediatamente ao seu Centro de Saúde, até mesmo ao seu médico original, desde que este tenha vaga na lista, caso contrário será colocado na lista de um médico com vagas.

Lusa

02 de novembro de 2012

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.