Três médicos cubanos vão garantir a prestação de cuidados de medicina geral e familiar no Centro de Saúde de Aljezur e nas extensões do Rogil e de Odeceixe, disse hoje à Lusa o presidente da autarquia.

Os clínicos cubanos vão ficar, a partir de fevereiro, em permanência naquele concelho e durante os próximos três anos, ao abrigo de um protocolo celebrado entre a Câmara Municipal de Aljezur e a Administração Regional de Saúde (ARS) do Algarve, no âmbito do acordo entre Portugal e Cuba, para a colocação de médicos no Ribatejo, Alentejo e Algarve.

O protocolo, que coloca pela primeira vez médicos cubanos em Aljezur, estipula que as despesas de alojamento sejam suportadas em partes iguais pelas duas entidades, sendo o ordenado assegurado pelo Estado.

O presidente da autarquia, José Amarelinho, classifica de "extrema importância" o acordo entre o município e a ARS, "porque vai colmatar a falta de médicos que subsistia há mais de três anos".

José Amarelinho acrescenta que "fica igualmente afastado o receio de virem a encerrar alguns serviços de saúde por falta de profissionais" de saúde.

"Ficam garantidos o funcionamento e a assistência na saúde à população de todo o concelho, que inclui as freguesias do Rogil e de Odeceixe", destacou o autarca.

Os cuidados médicos na extensão de saúde de Odeceixe continuam a ser garantidos por uma médica, colocada há mais de 13 anos, enquanto na extensão do Rogil, serão assegurados por um dos três clínicos cubanos, três vezes por semana.

25 de janeiro de 2012

@Lusa

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.