“Esta é uma medida que ajuda a fazer a diferença na vida dos nossos cidadãos, que vivem uma situação de fragilidade de saúde e económica e que não conseguem comprar os medicamentos que lhes são indispensáveis”, disse o presidente da Câmara Municipal de Águeda, Jorge Almeida.

Através do programa "Abem", o município de Águeda financia em até 135 euros cada beneficiário identificado e registado numa plataforma gerida pela Associação Dignitude, com quem o município firmou um protocolo de colaboração.

“Com esta iniciativa, consegue-se um triplo objetivo: controlar o quadro clínico da população mais vulnerável, travar comorbilidades e aliviar o orçamento de muitas famílias do concelho”, salienta Jorge Almeida.

Cada beneficiário recebe um “cartão ABEM” que lhe permite aceder aos fármacos, sem custos e sem burocracias.

No município e até ao momento, integram a rede seis farmácias, que identificam as famílias carenciadas e sem capacidade financeira para suportar as despesas com os medicamentos.

O “Abem” é apoiado pelo “Portugal Inovação Social”, através de fundos comunitários, é um programa de âmbito nacional que se desenvolve localmente com base numa rede colaborativa de entidades parceiras.

Além da população carenciada identificada, pretende abranger também os casos de inesperada carência económica decorrentes de situações de desemprego repentino ou de confronto com doença incapacitante, entre outras, que serão analisados caso a caso.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.