Hoje em dia todos sabemos da importância da atividade física para o nosso corpo. Os estudos existem e comprovam que o treino contribui para o aumento da esperança média de vida, da força muscular, sendo igualmente relevante ao nível de benefícios cardiovasculares, melhorias de equilíbrio e coordenação, prevenção e tratamento de um vasto conjunto de doenças.

Se estamos conscientes disso, porque é que muita gente ainda não pratica exercício e muitos dos que começam acabam por abandonar a prática?

Adquirir hábitos de treino é um processo que requer o seu tempo. Aqui ficam algumas dicas que que o ajudarão a organizar e potenciar o êxito do seu treino.

  •  Saiba para onde quer ir e como quer ir - defina objetivos específicos, mensuráveis, exequíveis…e avalie-os.

Já imaginou iniciar uma viagem sem saber para onde ir e que caminho seguir? Provavelmente perdia-se e, com o tempo, desistia. Com o seu treino não é muito diferente e o principal erro pode estar logo no início. Começar a treinar sem saber o que quer e quais os passos para lá chegar, para além de difícil, torna-se aborrecido e consequentemente desmotivante.

Em primeiro lugar defina um grande objetivo, o seu objetivo final, o que quer, em quanto tempo quer e o que fazer para isso. Em segundo lugar defina objetivos intermédios, mais curtos e em menos tempo, mas que servirão como uma orientação para perceber se está a ir no trajeto correto.

Está a conseguir atingir os pequenos objetivos? Continue, mas com a preocupação de perceber se os exercícios que está a fazer vão acompanhando a sua evolução e se a sua condição não começa a estagnar.

Não está a conseguir atingir o que pretende? As avaliações constantes servem para detetar erros e corrigir a tempo o que não está certo. Mude exercícios, altere as dinâmicas e as intensidades de forma a inverter o sentido da sua evolução.

  • Organize o seu tempo - defina os dias em que vai treinar e o que fazer para compensar ausências não previstas.

Já se queixou de falta de tempo para as suas coisas? Já desejou que o dia tivesse mais de 24 horas? Decerto que sim, mas também é certo que uma boa organização do tempo pode, em muito, resolver parte desses problemas.

“Hoje não vou ao ginásio… passo lá amanha”, soa familiar? Se sim é porque se calhar não organiza bem os seus treinos. Está provado que na maioria das pessoas a quem isto acontece a tendência para adiar é maior e a probabilidade de chegar ao final da semana com menos treinos do que o previsto, também.

Dica 1: defina quantos dias vai treinar

Dica 2: defina quais os dias

Dica 3: estude e prepare alternativas para quando um desses dias falhar.

Não é uma receita infalível mas se souber quando treina as desculpas para não ir ao ginásio têm tendência para ser menos.

  • Seja específico(a)  - procure exercícios que se adaptem à sua condição e ao seu objetivo .

Imagine a seguinte situação: inscreve-se no ginásio, quer aumentar a sua massa muscular e apenas faz… corrida. Provavelmente o resultado não será o que espera e não irá atingir aquilo que pretende. O seu erro é que não passou pelo estímulo mais adequado.

O princípio da especificidade é o princípio de treino que nos ajuda a perceber melhor este fenómeno. Cada atividade possui caraterísticas específicas, recrutamento cardiovascular, muscular e neurológico próprio, entre outros. Deste modo, cada modalidade desportiva ou cada objetivo de treino, pressupõe diretrizes que devem ser respeitadas com o intuito de obter o melhor resultado possível.

Pense desta forma: da mesma maneira que um atleta que pratique um desporto de potência (exemplo: lançamento do dardo) não necessita de uma resistência aeróbia elevada, um maratonista não necessita de um volume muscular exagerado. No ginásio não é assim tão diferente e independentemente daquilo que pretende, cada objetivo tem a sua sequência lógica e um protocolo mais adequado.

Veja mais na página seguinte

  • Privilegie o descanso - os resultados aparecem com o repouso e a ausência deste pode comprometer aquilo que pretende atingir.

Quem pratica musculação e atividade física em geral, preocupa-se muito com o que fazer antes de treinar e no momento do treino, mas acaba por esquecer-se do posterior descanso. Este é o segredo do sucesso para quem quer mais resultados e melhorar o seu desempenho, diminuindo assim o tempo de recuperação do nosso corpo.

Explicando de forma simplista: o treino é uma “agressão” ao organismo e o resultado obtido depende do que fazemos no final. Só teremos resultados positivos se privilegiarmos igualmente um bom descanso e uma boa dieta alimentar, uma vez que através destes diminuímos a fadiga e promovemos a regeneração das fibras musculares. Se assim não for, o corpo utiliza o músculo como forma de energia para satisfazer as suas necessidades e, consequentemente, dá-se a degradação proteica (perda de massa muscular).

Não se esqueça, é importante garantir um número mínimo de treinos da mesma forma que também é importante garantir momentos para recuperar desses treinos.

  • Aumente a qualidade da sua alimentação - os alimentos certos, nas alturas certas potenciam e otimizam o aparecimento de resultados.

A par do treino e do descanso, a alimentação é um dos alicerces para alcançar os objetivos de treino. Sejam eles perda de peso, tonificação, aumento de massa muscular, etc…uma ingestão de alimentos, orientada e especifica para cada pessoa, é parte do caminho para o sucesso.

Concluindo, saiba para onde ir definindo objetivos concretos, organize o seu tempo para que se possa dedicar a eles, seja específico para aumentar a probabilidade de êxito, recupere bem para potenciar resultados e alimente-se melhor de forma a não ficar a meio do caminho.

Vasco Barbosa

Personal Trainer, Group trainer, Kids Trainer

Holmes Place Constituição

Holmes Place

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.