Quantas horas passamos sentados em frente ao computador a tentar produzir desenfreadamente?

Não podemos levantar-nos para não perdermos tempo, porque temos prazos “para ontem” e porque estamos mais “confortáveis” sentados.

Com umas bolachas a ajudar e uma garrafa de água ou outro liquido  em cima da secretária, passamos assim 8h do nosso dia.

Interrompemos? Sim. Para ir beber um café, comer qualquer coisa ou fumar um cigarro.

E assim passam horas, dias, semanas, meses e anos...

A questão que se coloca é? E quando o nosso corpo começa a queixar-se?

Hoje dói um pouco o pescoço e pensamos: “Isto já passa” Pomos um creme ou tomamos um comprimido e ficamos bem.

Depois dói a cabeça, as costas, sentimos cansaço... Fomos ao médico, descobrimos  hérnias, vértebras fora do sitio,  tendinites, precisamos aumentar graduação dos óculos, tensão alta, entre outras queixas.

Depois vêm as baixas... Não conseguimos trabalhar...

O corpo e a mente queixam-se, porque ignoramos sintomas. Eles vão avisando, criando alertas...

Resumindo, não queremos mais isto!

Vamos então corrigir situações e prevenir outras. Como?

Combatendo horas sentados ficando mais tempo em pé!

Fortalecendo e flexibilizando a coluna e os músculos em volta da mesma.

A coluna vertebral precisa de suporte. As pernas precisam de força e a mente quer estar focada.

Como fazer? Trabalhando a nossa energia vital (Chi Kung)

Atuando de uma forma holística, ou seja, num todo, a prática de Chi Kung em ambiente laboral é fulcral para um excelente funcionamento do corpo e mente em simultâneo.

Devemos cultivar energia para que esta  circule de forma adequada e harmoniosa no organismo. Tudo isto através da utilização de diversas técnicas que incluem a mente, o exercício físico, respiração e que favorecem estados de calma, melhoram desempenho geral e proporcionam bem-estar.

Esta prática combina movimentos lentos, exercícios de respiração e concentração. Geralmente baseia-se em repetições de conjuntos de movimentos muito precisos, projetados especificamente para beneficiar a saúde em diferentes níveis.  Realizados regularmente, alguns dos benefícios podem ser sentidos de imediato.

As práticas de Chi Kung testadas em pesquisas sobre saúde incorporam uma série de movimentos simples que incluem um estado focado de consciência relaxada e uma variedade de técnicas de respiração que acompanham os movimentos ou posturas.

Os fundadores do Chi Kung inspiraram-se na natureza, nos animais e nos elementos do universo, tendo em vista efeitos positivos sobre a saúde.

Entre os diversos benefícios da prática de Chi Kung, destacam-se a redução dos elevados níveis de stress, trazendo estado de calma e paz; o  aumento dos níveis de energia, através dos movimentos suaves e lentos que facilitam abertura da energia dos canais do corpo; o equilíbrio das emoções, pela capacidade de concentração e atenção, ambas essenciais para gerir emoções e desenvolver uma mente clara e calma; proporciona a ligação ao momento presente, favorecendo uma atitude otimista e alegre relativamente à vida em geral; evita lesões, através do alongamento suave e consequente desenvolvimento de flexibilidade; e alivia enxaquecas, causadas por um acumular ou estagnação de energia, permitindo, assim, restaurar o equilíbrio interno.

Sentindo bloqueios a desaparecer, energia a aumentar, corpo fortalecido e mente relaxada e concentrada, temos o que precisamos para desbloquear o que ainda nos “impede”  de praticar Chi Kung.

Vamos agora levantar da cadeira e deixar que a energia flua mais e melhor?

Texto: Brahmi

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.