O menu Flan de queijo fresco sobre puré de abóbora, crumblé de azeitona e chutney de cebola e maçã (entrada), Bacalhau confitado em xerém de arroz e amêijoas, patanisca de língua e molho bouillabaise (prato peixe), Naco de vitela e sua empada sobre puré cremoso de aipo, pera bêbada e molho bordalês (prato carne), e Fondant de chocolate e banana com geleia da mesma, espuma de coco e molho de caramelo (sobremesa) foi o vencedor do concurso deste ano. A ousadia da sobremesa valeu-lhe também o prémio Helmut Ziebell/Água das Pedras, o qual elege o concorrente que se distinga numa das suas criações pela inovação.

Na prova que se iniciou às 9h na Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, Tiago Bonito concorreu com Jorge Sousa, Hotel Tiara Park Atlantic Porto, e António Nascimento, Hotel Cliff Bay, que alcançaram, respetivamente, os segundo e terceiro lugares distinguidos com medalhas de prata e de bronze.

Em competição estiveram ainda Alain Salles, Vale D’Oliveiras Quinta Resort and Spa, André Silva, Casa da Calçada, Duarte Fernandes, Escola Profissional de Hotelaria e Turismo da Madeira, Marlene Vieira, Escola de Hotelaria e Turismo de Lisboa, e Rui Martins, Restaurante Templo da Gula.

Fausto Airoldi, presidente do júri do CCA e da Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal, sublinha que a mensagem passada em edições anteriores foi percebida, os candidatos "treinaram o que vieram apresentar e não correram tantos riscos". Além deste ponto, Fausto celebra o facto de ter sobressaído o sabor, aspeto valorizado a 60% entre todos os que contribuem para analisar o desempenho dos concorrentes.

Chefe Cozinheiro do Ano 2011, Tiago Bonito conquistou um estágio no premiado Alínea, do chefe Grant Achatz, em Chicago, e um cheque de mil euros oferecido pela Makro Cash & Carry.

O júri da final nacional esteve representado, além de Fausto Airoldi, seu presidente, pelos chefes Orlando Esteves, Helmut Ziebell (júri honorário), António Boia, José Cordeiro e John Sloane, em representação da WACS - World Association of Cooks Societies. Rute Cassapo, da Comprova, integrou o júri enquanto responsável pela área de higiene e segurança alimentar.

O CCA, maior competição profissional de chefes de cozinha assume o compromisso de valorizar a qualidade, a inovação e originalidade no setor, numa reunião com a tradição e cultura gastronómica do país.

Organizado pelas Edições do Gosto em parceria com a ACPP - Associação de Cozinheiros Profissionais de Portugal, o CCA tem o apoio institucional da WACS - World Association of Cooks Societies, que garante um nível de excelência nas normas aplicadas a longo de todo o concurso.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.