Até 5 de novembro, cervejeiros caseiros e pequenos produtores artesanais de cerveja (com produção inferior a 150 litros mensais por estilo) podem concorrer a mais uma edição do Concurso Nacional de Cervejas Caseiras e Artesanais. A iniciativa organizada pelo Fórum Cervejas do Mundo terá dois momentos de competição, a 8 e 14 de novembro, respetivamente na HopSin (Colares) e na Praxis (Coimbra).

Os interessados em submeter as suas cervejas a competição encontram formulário próprio na página no Facebook de divulgação do evento.

“Tal como em anos anteriores, as receitas vencedoras de cada categoria são, posteriormente, produzidas por reconhecidas marcas de cerveja artesanal portuguesa”, informa a organização em comunicado.

Bruno e Domingos, os senhores que fazem a viagem de circunavegação ao mundo das cervejas artesanais portuguesas
Bruno e Domingos, os senhores que fazem a viagem de circunavegação ao mundo das cervejas artesanais portuguesas
Ver artigo

A mesma fonte recorda algumas das receitas vencedoras até à data que mereceram recriação por marcas já reconhecidas: “Trevo Frika, reproduzida na Trevo da Caparica por Vasco Matos; Rocha Negra, uma Irish Extra Stout elaborada na algarvia Marafada por Chris Pedigrew; Amnesia Juniper Smokin, receita recriada na Mean Sardine por Rui Bento e a Mag8, cerveja finalizada na Oitava Colina pelos cervejeiros Sérgio Pardal e José Gonçalves”.

Para além da componente competitiva, o concurso é também momento de confraternização da comunidade cervejeira nacional. Este 2020, considerando as restrições impostas pela situação pandémica, as habituais conferências, workshops, partilha de cervejas caseiras entre produtores, vão ser realizados de forma virtual, através de plataformas de streaming.

A Comissão Organizadora do Concurso vai recolher todas as garrafas excedentes e promover um leilão, “revertendo a receita arrecadada para uma entidade de solidariedade social a definir”, lemos no já referido comunicado.

Recorde-se que muitos dos vencedores de edições anteriores do Concurso Nacional de Cervejas Caseiras e Artesanais são hoje cervejeiros conceituados no nosso mercado. São exemplo, entre outros, Rui Bento, atual cervejeiro na Bolina, e Sérgio Pardal, dono e cervejeiro na HopSin, mas também Stefan Hunold, dono e cervejeiro da Mania, e João Brazão, do projeto Trevo da Caparica. O evento é certificado pelo BJCP, o Beer Judge Certification Program, organização mundial de juízes de cerveja, criada em 1985, presente em mais de 40 países.

Em 2020, o concurso vai ter o patrocínio, entre outras, de marcas como a Dois Corvos, a Sovina, a Chica ou a Piratas Cervejeiros.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.