Sextas, sábados e domingos são os dias perfeitos para visitar Ferreira do Zêzere e apreciar as especialidades dos seus restaurantes. O lagostim de rio é uma “praga biológica”, mas não deixa de ser uma iguaria. “Pretendemos incentivar a riqueza e a diversidade gastronómica através da criação de novos pratos baseados num recurso natural pouco valorizado e que existe em abundância no concelho. Espera-se que venha a ser uma solução rentável para o problema que a abundância deste crustáceo apresenta para o equilíbrio ecológico do rio Zêzere e seus afluentes», explica Jacinto Lopes, presidente desta autarquia. Assim, cada estabelecimento participante tem os seus pratos à base de lagostim vermelho. Em salada, com molho picante, como recheio, com caril, em rissóis, em sopa, em filetes, em açorda ou misturado com carne, o lagostim está ali para ser provado.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.