A diversidade das algas existentes na costa portuguesa, a composição nutricional de cada um destes organismos profusos em ambiente aquático e a possibilidade de integrarem a alimentação diária dos lares dos portugueses, foram os motivos que levaram o chefe de cozinha Pedro Mendes a aprofundar o tema e a criar receitas tendo por base as algas.

Do estudo exaustivo sobre as algas, a idealizar passo a passo cada ingrediente que combinasse com determinadas algas, nasceram assim as 40 receitas que fazem parte do livro que agora nos chega às mãos. Para Pedro Mendes o livro que agora apresenta resume-se da seguinte forma: “algas na alimentação humana é uma forma de democratizar e incentivar a utilização deste ingrediente tão rico através de receitas simples e muitas delas conhecidas, já que são retiradas do nosso receituário”.

Ao longo de cem páginas, numa edição bilingue (português/inglês), o leitor poderá ainda apreciar as harmonizações de vinhos conjugados com cada uma das receitas num apoio fundamental por parte dos Vinhos de Lisboa, A importância da proximidade do mar aos vinhedos e da influência atlântica confere a conjugação perfeita entre as algas, a criatividade de Pedro Mendes, e, obviamente os vinhos selecionados nas harmonizações da responsabilidade de Patrícia Serrado, João Pedro Rato e do próprio chefe de cozinha.

Da cozinha do chefe Pedro Mendes saiu um livro com 40 receitas à base de algas
créditos: Livro "algo com Algas"

O prefácio de “algo com Algas” é, de resto, assinado por um dos críticos gastronómicos mais conceituados do nosso país, Fernando Melo (Evasões), e a tradução para a versão inglesa é da responsabilidade da jornalista Ann Abel (Forbes).

“Algo com Algas” estará disponível a partir de 28 de maio, dia em que será oficialmente apresentado à imprensa e parceiros e poderá ser adquirido através do e-mail: books@mutante.pt. Estará disponível em dois formatos: impresso e digital, com um preço de venda de 24,99 euros (portes de envio incluídos para Portugal Continental) e 19,99 euros (Apple Books e Google Livros).

O projeto nasce de uma parceria com João Pedro Rato (Mutante).

Pedro Mendes, de 44 anos, autodidata nas artes culinárias, tem vindo a estudar e a desenvolver a sua paixão através da pesquisa e trabalho.

Sendo a família materna de Beja e o avô de Estremoz, naturalmente cresceu com a gastronomia Alentejana em casa. Foram muitas férias passadas em Beja ao longo dos anos, pelo que, este lisboeta se sente em grande parte Alentejano, identificando-se com a terra e com as gentes. No Alentejo sente-se em “casa”.

Da cozinha do chefe Pedro Mendes saiu um livro com 40 receitas à base de algas
Marcel Fonseca

Na bagagem, Pedro Mendes traz a experiência de cozinhas na Bélgica, Holanda, França, Inglaterra e Irlanda. Regressou a Lisboa em 2001 e, de lá para cá, fez currículo nos restaurantes 39 Degraus (Cinemateca Portuguesa), no MMCafé (Teatro Maria Matos) e no São Jorge Café (Cinema São Jorge), Way Point, no Marina Club Hotel, The Dolphin Restaurant e A Concha. Também no Algarve teve o seu próprio espaço, o Restaurante & Taberna by Pedro Mendes.

Em 2012, Pedro Mendes viu o seu nome entrar para o “Guinness World Records”, ao coordenar a confeção da “Maior Omeleta do Mundo”, em Ferreira do Zêzere.

É também consultor e autor de livros de cozinha, dos quais se destaca o “O Renascer da Bolota”.

Em 2013, inicia-se como Chefe Executivo do Alentejo Marmòris Hotel & SPA, e, em 2015, chefe consultor do Maria Pia em Cascais. Mas o “chamamento” do Alentejo levou-o de volta ao Màrmoris em finais de 2017.

Consultor para o restaurante da Quinta do Quetzal na Vidigueira, dá também formação na EHTP (Portalegre).

Desde 2015 escreve regularmente para a revista “Mais Alentejo”.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.