No decurso da investigação foi identificado um indivíduo que vendia garrafas de vinho falsificadas como sendo genuínas.

Como resultado da ação foi instaurado um processo-crime por fraude sobre mercadorias e venda de artigos contrafeitos tendo sido apreendidas duas garrafas de vinho, ostentando a marca Pêra Manca, que estavam à venda por um valor de 400€, explicou a autoridade em comunicado.

O Pêra Manca é um vinho alentejano produzido pela Fundação Eugénio de Almeida.

Leia também: Branco ou tinto? Tanto faz, desde que seja uma destas 12 boas escolhas

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.