Arcos de Valdevez viu dois produtos alimentares tradicionais produzidos no concelho, a broa de milho e a laranja de Ermelo, serem inscritos no site do movimento, em “Slow Food Foundation”.

Estes são os primeiros produtos portugueses a merecer a atenção da organização internacional e, assim, a constar do seu catálogo de “sabores esquecidos” e “ameaçados pela standardização industrial, mas com viabilidade económica e potencial comercial”, de acordo com a organização.

A Slow Food (“comida lenta”), é um movimento actualmente com 80 mil membros em 100 países, fundado em Itália em 1986, cujo objectivo é proteger os prazeres da mesa da homogeneização da moderna fast-food .

Através de várias iniciativas, a associação promove a cultura gastronómica, desenvolve a educação do gosto, conserva a biodiversidade agrícola e protege os alimentos tradicionais do risco de extinção.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.