Para começar, são várias as entradas que o Sauvage CCB leva à mesa, destacando-se os Croquetes de pato (5 euros), servidos com compota de marmelo caramelizado e pickles de mostarda, ou ainda o  Brás de leitão (13 euros), uma versão moderna de um clássico e que inclui batata palha, tapenade e gema bt. Também a sublinhar, o Bacalhau (12,5 euros), composto pelo “fiel amigo” picadinho e tinta de choco, alface do mar e ovas curadas.

Nos pratos principais, uma homenagem à cozinha portuguesa, os protagonistas são a Bochecha de vaca (18 euros), prato composto por bochecha estufada e cebolinha confitada, acompanhado por um puré de batata aromatizado com queijo da ilha – e o Arroz de lavagante (46 euros), com arroz carolino e algas, e que é uma experiência indulgente para ser partilhada por duas pessoas.

Restaurante Sauvage CCB
Sauvage

Para fechar esta fusão de sabores tradicionais, no que toca às sobremesas destaca-se o Caminho de Salomão (7 euros), com bolacha, natas, doce de ovo, caramelo e suspiro.

O Sauvage CCB apresenta uma abrangente carta de vinhos, de produtores de referência em Portugal e uma carta de cocktails artesanais criados pela bartender Caroline Freitas. Além disto, o novo Sauvage ganha vida à noite com a presença de DJs convidados, transformando-se num ambiente de clubbing.

Sauvage CCB

Fundação Centro Cultural de Belém, piso 3, Praça do Império, Lisboa

Localizado no Centro Cultural de Belém, piso 3, o Sauvage CCB tem capacidade para 70 pessoas no interior e 30 no Rooftop, encontrando-se aberto de terça a quinta das 12h30 às 00h00, sexta e sábado das 12h30 às 2h00 e domingos das 12h30 às 18h00.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.