Anualmente, o restaurante O Nobre, da chefe de cozinha Justa Nobre, homenageia um dos pratos emblemáticos de Trás-os-Montes, o Butelo (enchido), servido com casulas (cascas de feijão secas). Para que em ano de confinamento não se perca a tradição, o estabelecimento lisboeta, propõe todas as sextas-feiras de fevereiro o típico butelo e casulas em regime de take away e entrega ao domicílio.

Para o efeito, as encomendas têm de ser efetuadas até quinta-feira através dos telefones 217 970 760/969 939 091 /969 825 279.

A dose que orça os 25,00 euros chega a casa devidamente acondicionada, ainda quente, pronta a consumir.

Ainda no que toca à carta do Nobre em take away e delivery, os interessados encontram, entre outros pratos, a Perninha de cabrito assada no forno (33,00 euros), a Posta à Mirandesa (25,00 euros), o Arroz de pato com couve à antiga (20,00 euros), o Cozido à Portuguesa (27,50 euros), a Açorda de camarão (25,00 euros), o Bacalhau assado à minhota (22,50 euros).

O butelo e as casulas formam um par inalienável da cozinha transmontana, mais concretamente no distrito de Bragança. O primeiro é um enchido envolvido pela bexiga ou pelo bucho do porco e composto pelo recheio dos ossinhos do espinhaço e das costelinhas, com alguma carne agarrada. É costume comer este enchido artesanal, típico das casas do distrito de Bragança, no sábado de Carnaval. Um prato que chega às mesas acompanhado pelas casulas (ou palhada), as cascas de feijão secas e cozidas juntamente com o enchido.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.