O ano é o de 2021, mas a ceia que aqui se apresenta podia muito bem ter sido a opção de menu daquela que é, até hoje, uma das refeições mais conhecidas e marcantes da história da humanidade, talvez numa versão menos refinada, mas com os mesmos sabores.

Tártaro de beterraba com grão e ervas amargas, lentilhas com queijo de cabra, tomate confit e kale, favas e trigo em pétalas de cebola assada, morcela vegetal, tártaro de carapau com figos secos e amêndoas e sorvete de vinho tinto com especiarias e frutos vermelhos com rabanada de folar da Páscoa são as opções desta recriação, que são ainda acompadas por pão ázimo.

Para assinalar a Semana Santa, o canal História estreia pelo nono ano consecutivo, uma nova edição de “A Última Ceia”, aquela que pretende ser uma reinterpretação gastonómica de última refeição de Jesus Cristo com os apóstolos, desafio que este ano ficou nas mãos do Chef Bertílio Gomes, da Taberna Albricoque. Miguel Laffan, João Alves, Kiko Martins, Pedro Almeida, Miguel de Castro e Silva, Henrique Sá Pessoa, Vítor Sobral, Diogo Noronha, Rui Paula e Nuno Bergonse foram os seus antecessores.

A proposta pode ser vista a partir dia 26 de março, às 22h10, com repetições até à Páscoa, dia 4 de abril.

A ementa será apresesentada num formato de petiscos ou tapas, em cinco pratos pensados para serem apreciados em pequenas porções e recorrendo apenas às mãos. Desta forma é possível provar-se várias iguarias, onde se inclui ainda uma sobremesa.

Clique na galeria para ficar a conhecer a inspiração do Chef em cada um destes pratos:

Mas o que surpreende neste menu, em relação aos seus antecessores, é o facto de a proteína vegetal assumir o papel de protagonista na maioria dos pratos.

"Não é possível comer carne todos os dias. É melhor comer menos carne e menos peixe, mas de melhor qualidade", afirma o Chef, elucindando para a questão da sustentabilidade alimentar, e relembrando que a proteína vegetal tem "milhões de texturas para explorar, muito interessantes", uma vez que "as pessoas procuram cada vez mais opções mais sustentáveis e paralelamente mais saudáveis".

O próprio confessou, na apresentação do menu, que apesar de ser católico, não é praticante. Mas este ano deciciu fazer a abtinência no consumo de carne durante o período da Quaresma.

Bertílio Gomes relembra ainda que o uso de leguminosas é algo muito característico da dieta mediterrânica e que uma refeição à base de proteína vegetal está longe de não ter sabor. "Uma grande parte do sabor vem dos vegetais. O que nos falta é o conhecimento para os cozinhar", explicou.

A ceia mais famosa da história é recriada este ano pelas mãos do Chef Bertílio Gomes. E promete surpreender
créditos: Divulgação

E se pensarmos no contexto da pandemia, a restauração viu-se obrigada a reinventar-se e a pensar mais em sustentabilidade, não só dos produtos, mas também dos próprios projetos. Algo em que o Chef se revê. "Temos de minimizar os custos e as despesas. Isto é uma aprendizagem e uma oportunidade para retificarmos isso", assegura, ao mesmo tempo que pretende desenvolver "uma cozinha muito mais diversificada e com muito mais qualidade".

Para encomendar tem de ligar previamente para:

Telemóvel: 962 922 338

Telefone: 218 861 182

Ou email para: reservas@albricoque.pt

Horário Take Away: 12h00/20h00 (recolha no próprio restaurante)

Delivery: Custos a determinar segundo a morada de entrega

Os pedidos devem ser feitos no dia anterior, no período entre as 12h00 e as 20h00.

Devido à pandemia, a IX edição desta recriação histórica também teve de se adaptar às circusntâncias. “Estou completamente convicta de que o Chef Bertílio Gomes trouxe a este projeto uma abordagem muito interessante, original e surpreendente, com uma confeção imaculada, cheia de sabores combinada de tradição e história, sem desrespeitar a sua ligação à terra e ao sul de Portugal, mas também assente na atualidade", afirma Carolina Godayol, Diretora Geral do The History Channel Ibéria, acrescentando que "devido à situação pandémica que vivemos atualmente, foram muitas as empresas que tiveram de se reinventar e inovar e o nosso projeto de “A Última Ceia” não foi exceção. Este ano, "A Última Ceia" foi transformada num take away premium e segue as novas tendências de uma alimentação mais saudável”.

Desta forma, em paralelo à emissão do especial no canal de televisão, o Chef irá disponibilizar este menu de petiscos recriado para o canal na Taberna Albricoque, localizada ao lado da Estação de Santa Apolónia, em regime de take away, durante a Semana Santa, pelo valor de 40€, para duas pessoas, e ainda com a opção de vinho de Talha Sátiro Clandestino, por um acréscimo de 15€.

A ceia mais famosa da história é recriada este ano pelas mãos do Chef Bertílio Gomes. E promete surpreender
créditos: Divulgação

Depois de ter estado oito anos à frente da cozinha do Chapitô à Mesa, o Chef Bertílio Gomes decidiu dedicar-se exclusivamente à Taberna Albicroque, em junho de 2020, projeto onde mostra a ligação à terra e ao sul de Portugal na sua cozinha, nomeadamente o Algarve.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.