Alojado no site da revista (diadebeaute.vogue.globo.com), o blog passou recentemente por um makeover, tornando ainda mais práticos os seus tutoriais e conselhos de beleza. Vic vive em Londres, mas a sua rotina de viagens é tão intensa que, segundo ela, é muito raro conseguir passar um mês inteiro na capital britânica. No final do ano passado, entre lançamentos, semanas da moda e a gravação de mais uma série de episódios para o reality show Vic e Cami take… (um projeto que passa no Youtube e que conta ainda com a participação de Camila Coutinho, outra blogueira brasileira de grande sucesso, do Garotas Estúpidas), ela cumpriu um sonho: saiu finalmente o seu livro “Bonita todos os dias” (título escolhido para Portugal, com chancela da Arena, PVP: 17 euros), onde reuniu belíssimas fotos e dicas para ajudar as suas leitoras a tirar o melhor partido da maquilhagem.

Quem a acompanha de perto, não só no blog mas através do Instagram (@vicceridono) ou do Snapchat (viceridono), sabe que grande parte do seu sucesso se deve a um estilo elegante e feminino, sem froufrous mas sempre com um toque vintage, e a um registo muito direto, alegre e jovial — Vic faz de bom grado o papel da amiga bem humorada, e é tão natural a passar os seus ensinamentos que quase nos esquecemos que por trás da informação há muito trabalho e pesquisa.

Aproveitando a passagem da Vic por Lisboa, onde a conheci pessoalmente, pedi-lhe mais tarde, em exclusivo, para responder a algumas questões que, mais do que apenas às mulheres, interessam a todos — inclusive aos homens de barba rija que gostam de fazer boa figura.

Quais as suas lojas favoritas no mundo (o seu mundo) para comprar produtos de beleza?

Vic: Difícil essa!!! Mas se tivesse que ir em um só lugar diria a Selfridges, em Londres, que tem um beauty floor enorme, todas as marcas grandes, e também uma seção chama Beauty Workshop com um apanhado de marcas nicho e menos conhecidas

Dos lançamentos mais recentes em beleza, quais você considera mais incríveis e com maior probabilidades de virar tendência?

Vic: As sheet masks, máscaras coreanas de tecido, não são lançamento na Ásia, mas para nós do Ocidente é relativamente novo e está bombando! Acho ótimo, pois é sempre um bom incentivo para cuidar da pele

Tal como na moda, também na maquilhagem se faz, com segurança e bons resultados, um hi-low entre produtos mais caros com outros mais baratos? Quais vocês acha que valem o investimento e quais os mais baratos que operam “milagres”?

Vic: Com certeza vale investir nos produtos de pele, como base e corretivo, que podem ter tecnologias mais avançadas garantindo efeito e acabamento mais incrível. Já batom e lápis de olho há excelentes opções bem baratinhas!

O que a Coreia do Sul está a fazer de tão especial no mundo da cosmética para causar todo este hip?

Vic: [risos] De fato, já até falei das máscaras. Eles têm praticamente um mundo de produtos que nós não conhecíamos no Ocidente. Tanto em termos de textura, acabamento e efeito quanto em função – basta pensar que as coreanas fazem rituais de cuidados que incluem 12, 13 etapas, são realmente tipos de produtos que nós não tínhamos. É muito interessante observar esse mundo sendo desbravado, as coisas que chegam por aqui… Eu adoro

Poucos homens se arriscam a comprar cosméticos para oferecer às suas namoradas, amigas, mães… Aos corajosos, o que você recomendaria para não errar feio (e fazer bonito, já agora)?

Vic: [risos] Amei! Diria um produto desejo e que seja especial de alguma maneira — ou por ser edição limitada, um lançamento badalado, uma embalagem “rica”… Algo que ela poderia não comprar, mas vai amar ganhar! Uma palette incrível de sombras, algo do Tom Ford, Gucci ou Dolce & Gabbana que tem embalagens lindas, ou alguma edição de Natal que as marcas costumam fazer!

Por João Miguel Simões, texto (follow me on Instagram @jmigsimoes)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.