«Existe um novo tratamento high-tech nos consultórios de dermatologia. Chama-se Zeltiq Aesthetics e é um gadget não-invasivo que destrói a gordura localizada no abdómen, na cintura, nas ancas e nas costas via criolipólise, congelando-a», noticiava a revista especializada em estética Ultimate Beauty em agosto de 2010. Sete anos depois, a procura internacional é tanta que levou a farmacêutica Allergan a adquirir a empresa que a criou.

O negócio foi fechado no final de abril por 2,4 mil milhões de dólares, cerca de 2,14 mil milhões de euros, embora só se tenha tornado público no início deste mês. O equipamento arrefece a pele da zona a tratar até que a gordura contida nas células cristalize. Durante a sua utilização, as células dissolvem-se e a gordura libertada é depois processada pelo fígado.

O seu uso está especialmente indicado para mulheres que estão próximas do seu peso ideal com áreas específicas a tratar. «Na minha prática [médica], tem-se assistido a uma crescente procura de tratamentos menos invasivos por parte dos pacientes», afirmou já publicamente Grant Stevens, professor da cadeira de cirurgia plástica da University of Southern California School of Medicine, um dos maiores defensores do tratamento.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.