A Cátia sempre teve uma pele muito sensível e as alergias aos produtos mais comuns acabavam por ser mais frequentes. Os seus estudos em Farmácia e depois em Medicina Tradicional Chinesa fizeram-na compreender que era preciso fazer uma mudança no estilo de vida, nomeadamente na alimentação e nos cosméticos.

Apesar de Rita estar numa área bastante diferente, Arquitetura, acabou por ser "contagiada" pela irmã a entrar neste mundo biológico. Como Cátia refere no site da Organii, "até os nossos amigos, na altura, nos batizaram de bio-freaks”.

Em 2008, esta vontade de ser mais saudável e de cuidar da saúde, evoluiu para a vontade de cuidar dos outros.

"Eu e a Rita, percebemos que tínhamos a missão de partilhar este estilo de vida saudável com mais pessoas, de ajudá-las a reduzir a exposição do organismo aos químicos que agridem o nosso corpo, melhorando a qualidade de vida de muita gente. Assim surgiu a Organii", explica Cátia no website da marca.

O que há 9 anos parecia ser uma missão complicada tornou-se hoje numa aposta ganha. Em 2009 abrem a primeira loja, a Organii Chiado. Um ano depois, outra loja em Lisboa, no LX Factory, e no CCB, no Porto. E em 2013, o primeiro bio day spa e a Organii bebé na Embaixada, Príncipe Real (Lisboa).

Falámos com a Cátia e a Rita para saber mais sobre a sua história e como os produtos biológicos podem representar uma mudança positiva em cada um de nós.

Há 9 anos a Organii surgiu como a primeira empresa em Portugal especializada em cosmética biológica. Foi um risco na altura? E hoje é uma aposta ganha?

Hoje podemos olhar como uma aposta ganha, mas na altura foi sem dúvida um risco! Mas um risco bom, quer eu quer a rita tínhamos outros trabalhos na altura, e abrir uma loja apesar de algum investimento era algo que conseguíamos controlar as duas. O que acho que nunca se calcula é o grau de esforço, trabalho e dedicação que são necessários para fazer um projecto vingar. Mas no fim vale sempre muito a pena, a partilha que se gera com os nossos clientes compensa tudo.

A julgar pelo sucesso da vossa marca e empresa, com a expansão de lojas e criação de um spa, os portugueses estão cada vez mais preocupados com o seu bem-estar?

Sim, o grau de consciência e procura hoje nada tem a ver com o início do nosso percurso. As pessoas procuram cada vez mais produtos bio, saudáveis, sem químicos nem derivados do petróleo não só por questões de saúde pessoal, mas também pela saúde dos animais e do planeta. As perguntas são mais informadas e interessantes e pedem ajuda para tentar distinguir o que é realmente saudável e bio e o que é “green wash”, ou seja, de tendência natural mas contaminado ou com químicos à mistura. É difícil saber se o que se está a comprar, mesmo lendo os rótulos, e a legislação muitas vezes não ajuda neste tipo de informação. Mas acho que os portugueses estão cada vez mais atentos e preocupados com o seu consumo.

Organii
créditos: Manuel Manso

Sentem que tiveram um papel importante na mudança de consciência dos portugueses em relação aos produtos biológicos?

Temos sempre a missão de fazer a diferença na divulgação e mudança de consciência em relação aos produtos bio e ao que é um consumo sustentável para o ambiente. Queremos mesmo fazer parte dessa mudança porque é realmente a forma como nós vivemos: só consumimos produtos alimentares biologicos, detergentes eco, compramos o mais possível a granel, não utilizamos plástico descartável de uma única utilização, etc. E como é para nós é um modo de vida, queremos passá-lo de todas as formas aos outros, através da Organii.

Hoje em dia, consideram que os produtos biológicos são mais acessíveis (em termos de preço) do que era há uns anos atrás? Há muito aquela mentalidade de que o bio é mais caro...

Quanto mais pessoas existirem a comprar e a consumirem biológico, mais barato a sua produção vai ser e daí o preço descer. Mas também é um facto que se formos a mercados e supermercados só biológicos vamos ter uma oferta de preços mais baixos que não temos nos outros locais. Temos é de fazer escolhas mais assertivas e combater o próprio desperdício. Muita gente compra produtos ditos”convencionais”, caros também: muita carne, iogurtes, congelados, bolachas, cereais de pequeno almoço. Comer uma refeição vegetariana com legumes bio sai muitas vezes mais em conta. E tudo isto contribui para fazer escolhas mais saudáveis.

Quais são os maiores benefícios dos produtos biológicos para a nossa saúde?

São dois tipos de benefícios: por um lado não exigimos ao nosso corpo que tenha que eliminar resíduos de pesticidas, herbicidas, químicos sintéticos ou derivados do petróleo que são sempre uma fonte de trabalho para os nossos órgãos excretares como a pele, rim e fígado. Por outro lado, os produtos biológicos são mais ricos e puros em vitaminas, minerais, antioxidantes e outras moléculas necessárias ao bom funcionamento do organismo. Por isso temos tudo a ganhar com esta mudança!

Rita Organii
Rita créditos: Manuel Manso

Já estão a preparar o Organii Market 2018? Podem revelar alguma coisa?

Já estamos a preparar sim, a próxima edição será nos dias 27 e 28 de outubro, sábado e domingo, no armazém 16 em Marvila. Vamos ter mercado sustentável, claro, mas também palestras e showcookings e uma área exclusiva para bebés, mamãs e crianças. Queremos continuar a divulgar um estilo de vida saudável e sustentável nas suas diversas formas. Estamos nesta fase a criar a agenda de eventos e a contactar os nossos parceiros. E claro, teremos novidades em breve...

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.