O microagulhamento é um procedimento seguro e fiável. Este método deve ser realizado por profissionais experientes e qualificados.

Normalmente é usado um rolo, onde estão implantadas centenas de agulhas, cujo comprimento e diâmetro variam conforme a área a tratar e o profissional que está a executar a técnica.

Os médicos, cirurgiões plásticos e dermatologistas podem usar agulhas até 3mm de profundidade.

O aparelho faz entre 10 a 15 passagens em cada zona para garantir a estimulação adequada. Para potenciar a ação mecânica das agulhas e amplificar os resultados do tratamento podem ser aplicados princípios ativos sob forma de dermocosméticos, que penetram mais facil e rapidamente na pele através dos microcanais criados e são absorvidas.

A ação mecânica de furar a pele vai estimular o organismo a produzir colagénio e elastina.

A produção de colagénio pode aumentar até 400x mais do que o normal.

Zonas difíceis, como o redor dos olhos e da boca, podem ser assim estimuladas.

Além do combate a rugas finas, também é um excelente tratamento para os poros dilatados. Uma vantagem muito importante é que pode ser usado em todo o corpo, com benefícios evidentes.

Um artigo da médica Ana Silva Guerra, especialista em Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.