O Classic Leather Tabi High foi desenhado a partir da base e do padrão original do icónico Classic Leather da Reebok, ao qual se aplicou o design característico da biqueira dividida Tabi da Maison Margiela, original de 1988. Mediante a técnica do “décortiqué”, os painéis de couro foram recortados, permitindo revelar o forro do sapato (criando, assim, uma forma de jaula), enquanto a tira no tornozelo reforça a imagem de um sapato de gladiador.

Desenvolvida pelo diretor criativo da marca parisiense, John Galliano, a técnica “décortiqué” utilizada pela Maison Margiela é baseada na desconstrução de uma peça ou acessório à sua estrutura mais essencial. Ao eliminar os elementos em torno da estrutura arquitetónica do objeto (ou seja, os componentes que os mantém juntos), revela-se o seu desenho mais íntimo e essencial. Para além disso, esta técnica também presta homenagem ao conceito da casa relativo ao anonimato dos revestimentos: uma prática que consiste em expor e deixar a descoberto os elementos do calçado, peça de roupa ou acessório que normalmente estariam cobertos ou escondidos.

Este modelo de corte alto está disponível em preto couro, branco e vermelho (450 euros). Para além disso existe ainda a versão Bianchetto (490 euros), outra técnica característica da Maison Margiela que consiste num revestimento branco pintado à mão, sobre uma base de couro preto que, inevitavelmente, se vai desvanecendo com o uso.

Ambos os modelos Maison Margiela x Reebok Classic Leather Tabi estão disponíveis em lojas selecionadas Maison Margiela, em maisonmargiela.com  e em reebok.com.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.