A depilação é um dos rituais femininos que ganha maior importância com a chegada do calor. Os métodos são vários mas o objetivo é só um. Para eliminar os pelos encontra diversas opções que pode utilizar em casa, mas que lhe asseguram resultados muito próximos dos profissionais, incluindo bandas de cera, máquinas e cremes depilatórios e até a recente luz pulsada caseira (IPL), muito usada em Espanha mas com dificuldades de democratização em Portugal, ao contrário do que sucede em muitos países europeus. «São dois mercados diferentes, quer pelo número total de habitantes quer pelas dimensões de ambos os países», justifica José Pedro Miranda, relações públicas e gestor de comunicação da Philips Iberia.

Nos últimos anos, a marca lançou sete modelos de aparelhos de depilação a luz pulsada para uso doméstico da gama Philips Lumea. «A aposta nessa gama em Espanha iniciou-se primeiro do que em Portugal e, por esse facto, o mercado está numa fase diferente de crescimento», reconhece o responsável. «Contudo, em Portugal, começamos a notar esse mesmo crescimento», acrescenta ainda. «Em Portugal, existe muito a cultura da depilação de arranque ao invés da depilação IPL em casa, contudo achamos que essa tendência irá mudar nos próximos tempos», acredita José Pedro Miranda.

Livrar-se dos pelos para sempre é um desejo de qualquer mulher. Na prática, a depilação feita com lâmina ou com creme depilatório tem o mesmo efeito. Ambos cortam o pelo, pelo que é um método depilatório de curta duração. Um fá-lo de forma física e o outro de forma química, mas os dois cortam a haste pilar ao nível da emergência da pele. Não interferem com a raiz e, ao contrário do que se julga, não fortalecem o pelo. Da mesma forma que, outro mito, cortar o cabelo não o torna mais forte. Já a cera corta o pelo a um nível mais profundo, porque arranca um pouco da parte que se encontra dentro da epiderme. A sua duração é de cerca de duas semanas. Finalmente, a depilação a laser deve ser sempre feita por mãos experientes, para evitar potenciais complicações.

A depilação a luz pulsada é o método que permite ficar com a pele mais bonita, porque os poros de onde saem os pelos desaparecem, bem como as marcas de pelos encravados. «É um método de depilação sem dor e fácil de utilizar, com resultados visíveis e que terá o seu fruto», sublinha o relações públicas e gestor de comunicação da Philips Iberia, que «em setembro ou outubro de 2015» promete o reforço da gama em Portugal. Se gosta deste método mas, ainda assim, receia utilizá-lo em casa, pode sempre recorrer a profissionais. Nesse caso, procure centros especializados onde saibam aconselhá-la sobre qual o melhor tipo de depilação para resultados ótimos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.