Comprar e vender moda em segunda mão tornou-se incrivelmente popular nos últimos anos, com uma comunidade crescente e diversificada de compradores e vendedores, oferecendo uma enorme variedade de estilos, tamanhos e orçamentos, mostrando que a moda em segunda mão pode ser uma escolha aspiracional para qualquer pessoa.

Plataformas de moda em segunda mão são um hábito para muitos fashionistas, mas para aqueles que ainda estão a dar os primeiros passos, aqui estão alguns factos interessantes que podem não saber sobre moda em segunda mão.

1. Segunda mão é para todos

Com uma oferta tão grande de artigos, não faltam opções, seja qual for o estilo, idade ou tamanho. Pode ser complicado encontrar peças únicas que se adequam a todos quando se vai a uma loja, e está sempre limitado a certas estações. Ter, por isso, uma abordagem mais consciente, pode ter vantagens em termos ambientais, orçamentais e de estilo.

2. A segunda mão é mais responsável do que comprar em primeira mão

Ser um consumidor consciente significa ter uma abordagem mais ponderada na compra. A moda em segunda mão promove uma economia circular onde as pessoas compram e vendem continuamente artigos entre si, movendo o mesmo item de uma pessoa para outra. Desta forma, prolonga-se o ciclo de vida desse artigo, para que tenham uma segunda ou terceira vida (ou mais). Esta abordagem é muito mais responsável, uma vez que está a fazer uso do que já está disponível, não está a contribuir proativamente para uma nova produção e está a reduzir o desperdício da fast fashion. É também uma maneira barata de fazer compras, pois todos gostam de mais valor por menos dinheiro - só porque algumas pessoas podem ter muito, não significa que queiram desperdiçá-lo.

3. Obtém-se um valor maior por dinheiro

O acesso e a acessibilidade fazem das compras em segunda mão uma verdadeira vitória para os consumidores. Como as peças em segunda mão custam muitas vezes menos do que os equivalentes comprados numa loja, os orçamentos estendem-se muito mais, e por isso, compramos mais pelo mesmo dinheiro quando decidimos comprar. Além disso, marcas ou itens premium e de luxo que podem estar fora do nosso alcance financeiro, tornam-se mais acessíveis, para que possamos escolher a qualidade em vez da quantidade mais facilmente. Se comprar o seu artigo de maior qualidade em segunda mão, também tem uma peça melhor para vender em segunda mão quando o artigo já não se adequa ou se já não tiver necessidade dele, e poderá conseguir mais dinheiro para ele do que com um de gama mais baixa.

4. É mais fácil comprar “fora da tendência”

Há alturas em que se queremos comprar roupa de praia no inverno, ou um par de botas quentes no verão. Não é invulgar. Seja por ter umas férias de sol no inverno ou uma viagem à neve que queremos planear com antecedência. Em alternativa, podemos estar naquela fase de transição em que não tem mais nada que seja “entre estações”, ou pode apenas querer investir numa peça vintage. Seja qual for a sua razão e não importa a temporada, haverá sempre uma opção em segunda mão. Não existe tal coisa como "estar fora de moda" quando se compra em segunda mão. Além disso, os ciclos de tendência significam o que foi considerado popular uma vez, pode agora tornar-se popular novamente.

5. As roupas das crianças são uma ótima maneira de começar o hábito em segunda mão mais cedo

A roupa de crianças em segunda mão é das categorias mais populares (depois da roupa feminina). E por uma boa razão. As crianças ultrapassam as suas roupas muito rapidamente, por isso os pais muitas vezes descobrem que têm um excesso de roupa que só foi usada uma ou duas vezes. Como resultado, é provável que encontre roupa infantil em excelente estado, e às vezes. Visto que a maioria crianças passa pela roupa tão rapidamente, considerar o a segunda mão em primeiro lugar pode ajudar a reduzir o desperdício e ajudar a construir hábitos de consumo mais conscientes desde cedo.

6. Comprar sem sair de casa

Algumas das melhores coisas acontecem na cama. E comprar artigos em segunda mão enquanto estiver na horizontal pode ser uma das coisas mais convenientes e divertidas que pode fazer. Na Vinted, por exemplo, basta abrir a aplicação, procurar e escolher o artigo. Podemos fazer perguntas aos vendedores sobre o seu artigo, pedir mais fotos e até regatear! Com a segunda mão a tornar-se tão fácil e acessível, que há cada vez menos razões para não comprar em segunda mão com mais frequência.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.