Ser buyer de moda é um dos sonhos de muitos fashionistas. Isto porque ter como funções visitar grandes cadeias de lojas de roupas e acessórios para determinar o que será vendido nas lojas, conhecer e conversar com designers sobre as suas criações e ainda fazer escolhas que podem definir o que as pessoas querem comprar, é de facto muito aliciante. Apesar de ser considerada uma profissão de sonho para muitas pessoas, esta também requer muita dedicação, sendo necessário estudar tendências e até mesmo saber sobre política e planeamento.

Assim sendo, para ser buyer de moda ou crescer nesta profissão veja as melhores dicas de diretores de marketing e de vendas de grandes empresas.

1. Saber sobre política é tão importante como saber usar o Excel

Jennifer Sunwoo, que trabalha como chefe de marketing da Barneys, explicou ao Business of Fashion que os seus buyers têm de ter um entendimento geral do que está a acontecer no mundo. O luxo não é apenas influenciado pela tecnologia, pelo mercado financeiro e pela cultura pop, mas também pelo ambiente político, pelo mercado de massas e por um novo mindset geracional. Para além disto tudo, Jennifer sugere que seja um expert em Excel ou que tenha uma boa formação nesta ferramenta pois será essencial para um melhor trabalho na área.

2. Deve estar sempre a par da flutuação das tendências

Com uma indústria que muda tanto, como é o caso da indústria da moda, a melhor coisa que pode fazer segundo Federico Barassi, diretor de compras de roupas masculinas da Ssense, é pesquisar muito, principalmente sobre novos e conceituados designers. Já Brigitte Chartrand, que ocupa o mesmo cargo na secção feminina da marca, explica que é importante entender como os influencers e as redes sociais podem e vão influenciar as tendências.

3. Seja apaixonado por aquilo que faz sem nunca perder a lógica

Ruth Chapman e Heidi Coppin, co-fundadora do Matchesfashion e chefe de recursos humanos da empresa respetivamente, contam o que procuram num buyer: “Comprar é um balanço entre magia e lógica. Ter uma noção numérica é a chave, mas a coisa mais importante é ter um bom olho e uma boa intuição. Os buyers precisam ser bons stylists, com o seu próprio ponto de vista”, explica Ruth. Já Heidi, responsável pela contratação na empresa, deixa uma dica que consiste em procurar sempre pessoas que são completamente apaixonadas e entusiastas sobre o que fazem, pois é isso que as levará ao sucesso.

4. Priorize o trabalho em equipa

Não importa em que negócio está, se souber trabalhar em equipa tem um dos principais elementos chaves do sucesso. Se trabalha num mercado criativo como a moda, essa é uma competência que precisa mesmo de aprender se ainda não a dominar. Ao ouvir e absorver a mensagem das outras pessoas estará a ganhar mais ideias para compôr a sua. Fazer com que todos participem em reuniões e que façam brainstorming é a resposta, segundo a dica de Linda Fargo, vice-presidente da Bergdorf Goodman.

5. Tenha um conhecimento global de vendas

“É preciso demonstrar que percebe de números e gráficos. Nós temos de ser sempre cautelosos com os nossos investimentos, assim como sermos ágeis para nos adaptarmos às mudanças. A evolução online tornou a venda internacional mais transparente — e desta forma nós não competimos tanto com outros revendedores da nossa região, o que faz com os que nossos buyers tenham que encontrar sempre peças únicas para os nossos clientes”, conta Kelly Wond, diretora de moda da empresa Lane Crawford.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.