As mães dedicam-se inteiramente ao bebé e, consequentemente, acabam por deixar para trás ou negligenciar a mulher que existe dentro delas. Daí que se torne necessário dedicarem-se a elas próprias e recuperar a autoestima nesta fase da vida onde tudo lhes é exigido.

Há vários tratamentos para o pós-parto, pelo que é importante compreender no que consistem e qual o momento indicado para a sua realização.

Existe um período que se inicia imediatamente após o parto, entre 45 e 60 dias, no qual o corpo da mulher sofre transformações para retomar o seu estado anterior. No entanto, quando este se encontra finalizado, pode deixar alterações que causem desconforto, a nível físico e emocional.

É este o ponto de partida do conceito de Mommy Makeover. Idealizado para o pós-parto, para a mulher que deseja, mais do que nunca, recuperar o seu corpo e, com isso, a sua confiança.

Podemos definir o Mommy Makeover como uma combinação de cirurgias abdominais e mamárias, de acordo com as necessidades e desejos da paciente, no mesmo tempo operatório.

No que diz respeito às cirurgias mamárias, é possível executar a Mamoplastia de Aumento ou de Redução, a Mastopexia podendo ser simples ou de aumento, e, ainda, a Substituição de próteses.

O Aumento mamário consiste na colocação de um implante flexível que impulsiona a glândula mamária e aumenta o seu volume. Por outro lado, a Redução mamária corrige o excesso de volume e peso da mama.

A Mastopexia permite reposicionar os tecidos mamários, corrigindo a ptose, e pode recorrer, ou não, a implantes. Por último, a substituição de próteses, além do que o nome indica, pode implicar a remoção de pele em excesso de modo a rejuvenescer a região mamária.

Conjugada a uma destas intervenções cirúrgicas, é realizada uma cirurgia abdominal. A tradicional Abdominoplastia corrige o excesso de pele, maioritariamente conhecido como avental depois da gravidez, ou a Lipoabdominoplastia que adiciona a lipoescultura ao procedimento anterior, removendo a gordura em excesso.

A grande inovação da cirurgia plástica é o Bodysculpting que se define como a cirurgia mais avançada de definição corporal que além de definir a zona abdominal também permite a redefinição de glúteos, coxas ou braços.

As combinações mais frequentes do Mommy Makeover passam pelo aumento de mama, com ou sem Mastopexia, com a Lipoabdominoplastia que recupera a visibilidade dos músculos, ou com o Bodysculpting para redefinir a cintura e as nádegas.

É imperativo estabilizar o peso do corpo e aguardar que a mama normalize após a amamentação, seja 1 mês ou 9 meses, para a pessoa poder ser submetida ao processo do Mommy Makeover.

Para otimizar e perdurar os resultados, seja qual for a combinação cirúrgica, é crucial implementar um plano de nutrição e de exercício físico,  abordando a pós gravidez como um período de cuidado integral da mulher.

Em caso de gorduras localizadas, podem ser aliados tratamentos não invasivos de acordo com as especificidades de cada paciente.

Apesar do Mommy Makeover ser o mais procurado nesta fase, também recorrem a procedimentos faciais cirúrgicos e não cirúrgicos.

São exemplo disso, as mães mais perto da casa dos quarenta que pretendem, muitas vezes, executar a cirurgia das pálpebras, Blefaroplastia, para recuperar do olhar exausto.

O rosto, tal como o corpo da mulher, também merece retomar a sua aparência leve e confiante.

Para reaver o brilho e a jovialidade, muitas mulheres são avaliadas pela equipa de Medicina Estética, e tratadas por uma equipa multidisciplinar, com o intuito de rejuvenescer integralmente a face e de tratar as alterações pigmentares sofridas durante a gravidez, como o melasma.

De salientar a importância da fisioterapia uroginecológica, muitas vezes esquecida e considerada assunto tabu. A verdade é que a incontinência urinária é uma condição muito mais frequente do que se imagina e não deve ser menosprezada. Tal como a dispareunia (dor durante ou após relações sexuais) que pode afetar severamente a vida sexual da mulher.

A importância da implementação de uma reabilitação perineal e vulvovaginal é essencial para a mãe reconquistar-se na sua plenitude íntima.

Ocorrem alterações dramáticas no período pós gestação. Seria impensável não disponibilizar a uma mãe as ferramentas para resgatar a feminilidade, sensualidade e, acima de tudo, a mulher.

Um artigo do médico Tiago Baptista Fernandes, especialista em Cirurgia Plástica, Reconstrutiva e Estética e Fundador e Diretor Clínico da Up Clinic.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.