trataApollo, disponível em Portugal há vários anos, é um equipamento de radiofrequência tripolar para tratamentos não invasivos. A sua mais-valia é promover, em simultâneo, a redução da quantidade de gordura e a diminuição da flacidez. Numa primeira consulta, é definido o número de sessões necessárias, que diverge de pessoa para pessoa, mas a média será entre quatro a seis sessões por tratamento com 15 a 20 minutos cada sessão.

A tecnologia tripolar permite utilizar, em simultâneo, as energias RF, sigla de radiofrequência, que pode ser unipolar e bipolar, de forma a atingir as camadas média (onde estão as fibras de sustentação cutânea) e profunda da pele (onde está alojada a gordura). A energia que permite a eliminação de gordura é distribuída através de, pelo menos, três elétrodos, centrados entre eles e limitados, por norma, apenas à área de tratamento.

Este foco melhora a eficácia do tratamento e proporciona resultados visíveis e imediatos desde o primeiro tratamento, como pretendem os que o contratam. O tratamento é indolor e agradável graças à potência relativamente baixa que usa. As fibras elásticas da pele, o colagénio e a elastina, que são produzidas pelos fibroblastos, como são aquecidas durante a sessão, contraem-se, resultando numa pele imediatamente mais lisa.

O custo médio do tratamento e onde fazer

O efeito de aquecimento profundo, por sua vez, acelera o metabolismo das células de gordura para promover a sua eliminação. Após quatro sessões, há uma redução média de 4,5 centímetros no abdómen. O preço ronda, em média, os 150 € por sessão, um valor que varia em função da clínica contratada e/ou do profissional selecionado. Em todo o mundo, são muitos os que já recorreram a este procedimento estético para modelar o corpo.

Texto: Madalena Alçada Baptista

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Lifestyle diariamente no seu email.

Notificações

Os temas mais inspiradores e atuais estão nas notificações do SAPO Lifestyle.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.