Não é necessário ser um
especialista para perceber
que a modelo espanhola
Esther Cañadas ultrapassou
os limites da naturalidade.

Mesmo sem saber
que tipo de intervenção fez
nos lábios, a mudança excessiva
é óbvia.

O que terá feito a ex-mulher do manequim Mark Vanderloo?

Para Freire dos Santos, Esther Cañadas terá sido
submetida a um aumento de lábios «com
uma clara e muito visível assimetria, já
que o lábio superior ficou muito mais
espesso do lado direito que do lado
esquerdo».

Atendendo à constância de
aumento de volume (há mais de 10 anos),
associada à assimetria e granulomas
visíveis, segundo o cirurgião plástico,
provavelmente, a modelo e atriz espanhola nascida em Alicante a 1 de março de 1977, terá recorrido a algum
tipo de preenchimento definitivo.

Este profissional acredita mesmo que terá sido
silicone, o que, na sua opinião, é «altamente criticável»
pelo aspeto pouco natural e complicações
que acarreta) ou de longa duração (como
o polimetilmatacrilato),
«substâncias que
foram muito utilizadas mas sem indicação
para aumento de lábios, dado estarem
associadas a formação de granulomas».

Contudo, nas fotografias mais recentes,
segundo Freire dos Santos, «este aspeto
não é tão aparente, ou porque foi corrigido
ou por reabsorção (hipótese menos
provável, atendendo ao material que,
provavelmente, foi utilizado)». Em todo o
caso, na sua opinião, o rosto da manequim
«perdeu o aspeto belo, equilibrado e
natural», realça o especialista.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.