Todos sabemos que um filho é uma grande despesa, mas será que é cuidar de um rapaz e de uma rapariga tem os mesmos custos para os pais? Foi a pensar exatamente nisto que o site Money Tips decidiu realizar um inquérito sobre o tema.

Com base nas experiências dos 461 pais participantes 60,5% dos americanos acreditam que é mais caro criar um bebé do sexo feminino, enquanto 30,7% afirma que os pais gastam o mesmo independentemente do sexo da criança. Apenas 8,8% acredita que é mais caro cuidar de um rapaz.

Por mês, os pais revelam que em alimentação e atividades extracurriculares gastam praticamente o mesmo: cerca de 177 euros e 44 euros, respetivamente. Com os transportes o mesmo cenário repete-se, com o total a atingir os 44 euros para os rapazes e raparigas.

Mas a nível do guarda-roupa, calçado e produtos de higiene pessoal verificamos que existem grandes diferenças. De acordo com o inquérito, os pais gastam em média 44 euros por mês a comprar este tipo de artigos para os rapazes (16,3%). Com o sexo feminino (15,7%) o montante total duplica, fixando-se nos 88 euros mensais.

O mesmo se verifica com o material escolar: na hora de comprar cadernos, lápis e mochilas para o sexo feminino o encargo dos pais fixa-se nos 44 euros, enquanto para os rapazes o total se fica pela metade desse valor (cerca de 17 euros).

No fim de contas, é possível verificar que criar um filho do sexo masculino fica mais económico do que  uma rapariga: 328 contra 399 euros. Ou seja, verifica-se que educar uma rapariga custa mais 71 euros por mês e 852 euros a mais todos os anos.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.