"Primal Scream" foi o nome dado a uma linha telefónica criada pelo jornal The New York Times no final do ano passado. Em tempos conturbados de pandemia, o objetivo era criar um espaço onde as suas leitoras com filhos pudessem dizer aquilo que lhes ia na alma e exteriorizar, sem culpa ou vergonha, as suas principais inquietações e frustrações.

"Bem-vindo à linha Primal Scream do New York Times, onde podem gritar, rir, chorar ou desabafar durante um minuto", podia ouvir-se na mensagem automática de boas-vindas.

Isto deu origem ao especial "America's Mothers are in crisis", publicado esta quinta-feira no site do jornal, que explora o impacto da pandemia em mães que trabalham e os seus efeitos em termos profissionais e de saúde mental.

Para além de dados estatísticos sobre a COVID-19 na América, o projeto conta com os desabafos, em formato de aúdio, de diversas mães desesperadas. "Mostramos os momentos feios e devastadores de um dia-a-dia repleto de medo e caos, e os raios de felicidade que às vezes acontecem", pode ler-se na página oficial de Instagram do jornal.

Para ouvir alguns desses testemunhos e saber mais sobre o especial clique aqui.

Um bocadinho de gossip por dia, nem sabe o bem que lhe fazia.

Subscreva a newsletter do SAPO Lifestyle.

Os temas mais inspiradores e atuais!

Ative as notificações do SAPO Lifestyle.

Não perca as últimas tendências!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOlifestyle nas suas publicações.